Um passeio em 360º pelas ruas do Haiti

25 01 2010

Post vindo diretamente da dj booth do Clandestino!

#dancepelohaiti mostrando que eh possivel fazer live-blogging, venha para ca, dance conosco e ainda colabore com o projeto do @viva_rio!

Clique aqui e passeie pelo Haiti atraves do site da CNN.





Garoto é resgatado após 8 dias

22 01 2010

O garoto, chamado Kiki, ficou 8 dias em baixo dos escombros, e depois de horas de tentativas dos bombeiros em resgata-lo ele sai, abre os braços e grita de felicidade.

Veja o vídeo





Imagens fortes do Haiti

22 01 2010

Quem quiser ver, clica aqui.





Games do Facebook já arrecadaram US$ 1,5 milhão para ajudar o Haiti

22 01 2010

Zynga lançou campanha para ajudar vítimas de terremoto permitindo que usuários façam doações em jogos como Farmville e Mafia Wars.

A produtora de games para a internet Zynga já arrecadou mais de 1,5 milhão de dólares nos últimos cinco dias para ajudar as vítimas do terremoto no Haiti, informa o jornal The Standard.

O dinheiro foi doado por cerca de 300 mil usuários dos quatro jogos mais famosos do Facebook. Segundo a empresa, pessoas de 47 países compraram bens virtuais dentro dos games.

O programa de doações da companhia foi divulgado em todos os jogos da marca Zynga, que, ao todo, alcançam cerca de 227 milhões de usuários mensais ativos.

zynga-relief1.jpg
“Ajude a Zynga a ajudar o Haiti – Compre Milho Branco! 100% de todas as compras vão para o programa de ajuda ao Haiti da Zynga e diretamente aos que estão sofrendo por causa do terremoto.”

Os usuários do game Farmville doaram, ao todo, uma quantia de um milhão de dólares. A outra parcela veio de outros jogos da empresa: Fishville, Mafia Wars e Zynga Poker.





Novo terremoto atinge o Haiti

22 01 2010

Infelizmente no dia 20/01/2010 outro terremoto atingiu o Haiti, porém dessa vez foi mais fraco e as consequências foram bem menores.

Leia a notícia completa aqui.





Haiti, 6 dias depois

20 01 2010

Hoje, na CBN, escutei um professor de história da UFRJ e um dos militares de alta patente do Brasil falando sobre a tragédia no Haiti. Pelo rádio, fica tudo muito racional, equilibrado e distante. A gente pensa num país como uma área de terra com gente dentro. Mas é gente sem rosto, é estatística. É difícil se emocionar de verdade até quando o General afirma que todo esforço brasileiro nos últimos cinco anos foi por água abaixo e que serão necessários mais cinco anos para que o Haiti volte a prover mínimas condições de vida para seu povo. Agora pouco, no entanto, vi as fotos do Boston.com. Nelas, sem muitas palavras, apenas a constatação de uma real tragédia. Estampado em imagens, a gente pode ter a noção clara de como o Haiti continua necessitando de toda ajuda possível. Muito mais que danos físicos, todas as instituições foram abaladas. Segurança, saúde, higiene. Depois do jump, algumas fotos chocantes da situação do país 6 dias depois.  Se quiser ver as 36 fotos do Boston.com, clique aqui. Leia o resto deste artigo »





E o futuro do Haiti?

20 01 2010

E politicamente, o que acontecerá ao Haiti? Pode parecer preocupação excessiva pensar isso agora, mas não é… O Palácio e outros órgaos do Governo caíram. Não se têm mais todos os funcionários, os prédios, os equipamentos. O Senado veio abaixo justamente quando estava cheio. Um intelectual haitiano nos disse que tudo do Estado foi destruído e a burguesia (que sabemos, em geral, está por trás dos Estados) também foi.

As Forças Armadas e a Polícia do país não desapareceram “em meio ao caos provocado pelo terremoto”, como disse um repórter digital… As Forças Armadas não sumiram, foram desmanchadas no começo da década de 90, após decisão do presidente na época, Aristide. E a Polícia local é a única força armada que vimos nas ruas nos primeiros dias após o desastre.

As forças que a princípio sumiram aos olhos da população são as estrangeiras, que ocupam o país. Nesse sábado, andando de carro em vias relativamente livres, foi surpreendente ver dezenas de veículos da ONU parados no quartel do Brasil. Será que depois virá a comunidade internacional, resgatar o último sobrevivente, aparecer na mídia e dizer de boca cheia que ajudou o povo haitiano? Leia o resto deste artigo »








Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.